setembro 23, 2016

Apenas pensamentos baralhados e desabafos que queria dar

Este é um post que não vou partilhar. Não vai haver qualquer menção dele em lado algum. Vai funcionar como um desabafo. Vê quem vier ao blog, por vir. Por querer vir. Vê quem me segue e porque me segue. Sinto que é assim que deve ser.
Foto alusiva, duvido que tenha, porque não faz qualquer sentido ter.  Isto sou apenas eu, a tentar explicar o que se passa. Justificar-me, talvez.

Começando pelo desaparecimento.
Fui de férias. Um mês. Não que isso seja qualquer desculpa. Não havia rede. Não havia net. Surgiram pessoas. O tempo era demasiado pouco para poder aproveitar. Ainda é. Vir aqui tornou-se completamente secundário. Não era aqui que queria ou sentia que devia estar. Estive muito presente.   Lá. As lembranças que vêm desse mês, ainda que, algumas, ligeiramente estragadas, são as melhores. Vivi muito, senti muito, fui muito. Sobretudo, aprendi muito.  Mas não era disso que vos vinha falar.
Desapareci.
As perguntas eram frequentes.
Principalmente relativamente ao youtube.
Quando comecei o blog, começaram logo a falar num possível canal. Vocês queriam tanto que eu comecei a acreditar querer também. E de longe estou a dizer que não quero, não é isso. A ansiedade começou, o pânico veio também e percebi que não é o momento certo, não me encontro preparada para tal.
Peço desculpa. Motivo do meu desaparecimento também tem a ver com o medo de vos dar esta "desilusão". Mas, para já e para mim, só faz sentido continuar por aqui. Isto se para vós também o fizer.
Este cantinho vai continuar sempre meu. Não vos consigo dar horários ou dias de publicações. Sempre que penso nisso começo a sentir-me angustiada. Não quero. O meu blog é para ser uma coisa boa para mim. Não um motivo de ansiedade e pânico.
Quanto ao sanpchat e também porque tem sido motivo de muitas perguntas, simplesmente "foi ao ar", apaguei. Apesar de tudo era uma coisa que gostava imenso de fazer. Caso queiram, deixem nos comentários, pode surgir novamente, porque não?
De longe querer com este post deixar qualquer um de vós preocupados. Não é esse o objetivo. Quero mostrar que estou aqui, vou continuar a estar, sou apenas um "eu" a trabalhar numa melhor versão de mim.
Desculpem qualquer coisa e obrigada por todas as mensagens cheias de carinho e preocupação que tenho tanto recebido. Vocês já fazem parte de mim. E isso nunca vai mudar.

2 comentários:

  1. Faz o que for melhor para ti e o que te fizer feliz. Isso e o mais importante
    Beijinhos e tudo de bom

    ResponderEliminar